Sia - Elastic Heart

10/01/15


Vídeo clip da música: Elastic Heart, tema do filme Jogos Vorazes: Em Chamas.


O ator Shia LaBeouf e a jovem dançarina Maddie Zeigler protagonizam
uma incrível performance de luta dentro de uma jaula, revelando uma
relação de amor e ódio, animal e fraternal.

Cantora / Compositora: Sia Furler

Ator: Shia LaBeouf
Dançarina: Maddie Zeigler

09/01/15



Bata nela!


Esse incrível vídeo italiano mostra a reação de meninos quando confrontados com uma proposta inusitada: bater numa garota da mesma idade.

Inicialmente o jornalista italiano Luca Lavarone pergunta aos garotos o que desejam ser quando adultos. As respostas variam desde policial até jogador de futebol, atividades tipicamente viris. Ao se recusarem a bater na garota apresentam diversas justificativas como "não é certo" ou "porque Jesus não gosta" e, como bons italianos, alguns não o fazem porque se mostram encantados com a beleza da garota.

De tudo salta a vista que a violência é algo aprendido, cultivado. Nenhum dos meninos apresentou a menor tendência a obedecer a "ordem".

Disso tiramos muitas conclusões. Se você, quando estiver dirigindo em companhia de uma criança tenha cuidado em proferir xingamentos machistas, homofóbicos ou qualquer outra demonstração de imbecilidade que te venha a cabeça. As crianças aprendem. Nunca ensine a "tacar pedra no gatinho do muro" porque essa lição será assimilada e extrapolada. As pessoas nascem misericordiosas e com empatia. Não devemos desaprender esses valores maravilhosos.



Vídeo original em italiano com legendas em inglês.

23/12/14




O Natal, originalmente destinada a celebrar o nascimento anual do Deus Sol no solstício de inverno (natalis invicti Solis), a festividade teve seu sentido alterado pela Igreja Católica no século III para estimular a conversão dos povos pagãos sob o domínio do Império Romano e então passou a comemorar o nascimento de Jesus de Nazaré.

Ao longo da história do feriado, o natal tem sido objeto de controvérsia e críticas de uma ampla variedade de fontes distintas. A primeira controvérsia documentada em relação ao natal foi liderada por cristãos e começou durante o Interregno Inglês, quando a Inglaterra era governada por um Parlamento Puritano . Os puritanos (incluindo aqueles que fugiram para a América) procuraram remover os elementos pagãos restantes do natal. Durante este breve período, o Parlamento Inglês proibiu por completo a celebração do natal, considerando-o "um festival papista sem justificação bíblica" e uma época de comportamento perdulário e imoral .

As controvérsias e críticas continuam nos dias de hoje, onde alguns cristãos e não-cristãos têm afirmado que uma afronta ao natal (apelidada de "guerra contra o Natal" por alguns) está em curso . Nos Estados Unidos, tem havido uma tendência para substituir a saudação Feliz Natal para Boas Festas. Grupos como a União Americana pelas Liberdades Civis iniciaram processos judiciais para impedir a exibição de imagens e outros materiais referentes ao natal em bens públicos, incluindo escolas . Esses grupos argumentam que o financiamento do governo para exibir imagens e tradições do natal viola a Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos, que proíbe a criação, pelo Congresso, de uma religião nacional. Em 1984, a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu no processo Lynch vs Donnelly que uma exposição de Natal (que incluía um presépio) de propriedade e exibida pela cidade de Pawtucket, em Rhode Island, não violava a Primeira Emenda . Em novembro de 2009, o tribunal federal de apelações na Filadélfia endossou uma proibição ao distrito escolar sobre o canto de canções de natal .

Na esfera privada também tem sido alegado que qualquer menção específica do termo "natal" ou dos seus aspectos religiosos está sendo cada vez mais censurada, evitada ou desestimulada por vários anunciantes e varejistas. Em resposta, a Associação da Família Americana e outros grupos organizados boicotaram varejistas .

Muito do que se tem contestado em controvérsias e críticas ao Natal entre os cristãos, segundo a pintora sacra e pesquisadora, mestre catedrática, da Universidade de Brasília, Lia Irma Eifler de Vasconcellos, se prende e refere a data precisa de nascimento de Jesus Cristo, do aniversariante. Uns apontam o nascimento entre 23 de agosto a 6 de janeiro, outros entre 31 de outubro a 6 de janeiro e outros ainda, os tradicionalistas em maior número, entre 6 de dezembro e 6 de janeiro. Isso e devido à mudança do calendário que era Lunar e passou a ser Solar. Antes os meses eram de 28(vinte e oito) dias e o ano de 12 meses de 28 dias,o Lunar, que depois teve uma nova configuração mensal, em torno de 28 a 31 dias num total de doze meses de 365 dias e um quarto de dia e/ou seis horas, criando os anos bissextos de 366 dias, no mês de fevereiro em que os seis dias de quatro em quatro anos formavam um dia.


Para pensar um pouco...



Não importa no que você acredite. Não importa nem ao menos se você acredita em alguma coisa ou em alguém. Inegável é que o homem que conhecemos por Jesus influenciou enormemente a sociedade em que vivemos. 

Todos os seus ensinamentos foram resumidos em Amar o Próximo como a Ti Mesmo. Ele não pediu teu dinheiro, não pediu tua reza. Tudo é muito simples de entender: Se você vive na igreja e trai teu marido ou esposa perdeu teu tempo. Se você escuta aquele cd (horrivel e cafona) com músicas natalinas e vive querendo levar vantagem sobre os outros perdeu seu tempo. Montou uma linda árvore de natal e se esqueceu de compartilhar o que não te faz falta com quem não tem nada? Isso não é natal. Perdeu tempo e dinheiro comprando bichinhos de porcelana se mal cuida do próprio cão...

Tenha a tua fé ou seja descrente: seja coerente. Procure fazer dessa (e das demais datas) sempre uma oportunidade para evoluir e fazer o teu ambiente cada dia mais um lugar melhor para todos.


(meio copiado da Wikipedia... :P )

Que tal esse boneco do Homer em forma de Buda?